quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Climbing Shanghai Tower 650 meters

Municiados com suas câmeras GoPro e nervos de aço, os aventureiros russos Vitaliy Raskalov e Vadim Makhorov, são duas pessoas completamente insanas e viciadas em adrenalina. São conhecidos por tirar fotos de lugar extremamente altos, porém sobem até o topo sem nenhuma estrutura de cordas ou confortos, apenas com suas mãos e pernas. E última subida foi no que promete ser o 2° maior edifício do mundo, a Shanghai Tower, de 650 m de altura. Se você não tiver nenhum desconforto ao ver esse vídeo, então procure uma avaliação psicológica.



As 10 atrizes pornôs mais ricas do mundo



 
 


Gianna Michaels – (Patrimônio: 2 Milhões de Dólares)


Sasha Grey- (Patrimônio: 2,5 Milhões de Dólares)


Jenna Haze – (Patrimônio: 3,5 Milhões de Dólares)


Katie Morgan- (Patrimônio: 4,5 Milhões de Dólares)


Bree Olson – (Patrimônio: 5 Milhões de Dólares)


Maria Takagi – (Patrimônio: 6 Milhões de Dólares)


Traci Lords – (Patrimônio: 7 Milhões de Dólares)


Jesse Jane – (Patrimônio: 8 Milhões de Dólares)


Tera Patrick – (Patrimônio: 15 Milhões de Dólares)


Jenna Jameson – (Patrimônio: 30 Milhões de Dólares)

Essa Doeu !!!



quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Com toda naturalidade

O Encontro




3 da tarde de domingo, dia abafado de chuva e sol. Um casal se encontra pela primeira vez. Ele está nervoso porque veio direto de uma viagem de trabalho no interior do estado e acha que tem cara amassada e cheiro de carro. Ela é tímida e está insegura porque… bem… ela é insegura em relação a sua aparência.

O café dele já chegou e ela pede um café gelado, afinal o calor tá foda. Conversam sobre banalidades, família, trabalho… riem.

O déficit de atenção e hiperatividade dela a deixam ainda mais insegura, “e eu ainda tomei café…” ela pensa enquanto fala pelos cotovelos. Ele está cansado, mas luta contra os bocejos pra poder aproveitar a companhia.

Ela, controlando a timidez, começa a rasgar todo o jogo americano do café onde estão. Faz dois aviões de papel e conta da peste que era na escola.

O tempo passa, sentem-se à vontade. Riem.

Conversam sobre relacionamentos, bissexualidade, homossexualidade, sexualidade, felicidade… Ela nota que enquanto conversam sobre esse assunto, uma mulher em outra mesa, canta para a sua namorada, feliz e apaixonada. Sentados mais ao longe, dois homens dividem um pedaço de torta e a única coisa que ela pensa ao vê-los é “segura a vontade de comer torta, olha a dieta…”. Nem lembra daquela coisa chamada preconceito.

Falam gírias e palavrões. Riem. Ela tem que ir embora. Vão até o caixa e dividem a conta. Ao sair, jogam os aviões de papel pela rua.







Despedem-se.

Partindo ela pensa “Sou feliz por ser desta geração. Obrigada 2014, por permitir que um momento tão diversificado seja aproveitado de forma tão natural”.

Anjinho


Macaco Malandro


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Pecados

Acho estranha a lista dos pecados capitais. De alguma forma suspeita, ela se parece tanto com a lista dos meus planos para o fim de semana.

Qual sua idade?

Juiz: Qual sua idade?
Velhinha: Tenho 86 anos.
Juiz: A senhora pode nos dizer com suas próprias palavras o que lhe aconteceu no dia 1º de abril do ano passado???
Velhinha: Claro, doutor. Eu estava sentada no balanço de minha varanda, num fim-de-tarde suave de verão, quando um
jovem sorrateiramente senta-se ao meu lado.
Juiz: Você o conhecia?
Velhinha: Não, mas ele foi muito amigável…
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Depois de um bate-papo delicioso, ele começou a acariciar minha coxa.
Juiz: A senhora o deteve?
Velhinha: Não.
Juiz: Por que não?
Velhinha: Foi agradável. Ninguém nunca mais havia feito isto comigo desde que meu Ariovaldo faleceu, há 30 anos.
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Acredito que pelo fato de não tê-lo detido, ele começou a acariciar meus seios.
Juiz: A senhora o deteve então?
Velhinha: Mas claro que não, doutor…
Juiz: Por que não?
Velhinha: Porque, Meritíssimo, ele me fez sentir viva e excitada. Não me sentia assim há anos!
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Ora Sr. Juiz, o que poderia uma mulher de verdade, ardendo em chamas, já de noitinha, diante de um jovem ávido por amor? Estávamos à sós, e abrindo as pernas suavemente, disse-lhe: Me possua, rapaz!
Juiz: E ele a possuiu?
Velhinha: Não. Ele gritou: 1º de abriiiiiiiiiiiiiiiiillllllll! Foi aí que eu dei um tiro no fdp.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Será que o homem broxou ?

Um recente artigo no Kentucky Post informava que uma mulher, Anne Maynard, pôs um processo ao Hospital St. Luke, alegando que logo após o seu marido ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica naquele hospital, tinha perdido por completo o seu interesse pelo sexo.
 Um representante do hospital respondeu:
 “Estimada senhora Maynard:
 O seu marido foi admitido em Oftalmologia, e tudo o que lhe fizemos foi corrigir a sua miopia.”

Check-up femenino

– Os seus pulmões, o seu coração e a sua pressão estão ótimos – diz o médico -

Agora deixe-me ver essa coisinha que costuma meter as mulheres em grandes encrencas.

 A mulher prontamente tira o vestido e é interrompida:

- Não… não! Não precisa tirar a roupa, minha senhora…

Só quero ver a sua língua!

Como é que vai o verão ?


Mundo Poluido


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Relax

A pior coisa que existe sobre não fazer nada, é que a gente não pode largar tudo e ir relaxar!

Viagra overdose

Um homem foi ao consultório médico para pedir uma dose tripla de Viagra.

O médico disse que ele não podia receitar-lhe uma dose tripla.

‘Por que não?’ , perguntou o homem.

“Porque não é seguro”, respondeu o médico.

“Mas eu preciso urgentemente”, disse o homem.

‘Bem, por que você precisa dele tanto assim? ” perguntou o médico.

O homem disse: “Minha namorada está vindo para a cidade na sexta-feira, minha ex-esposa vai estar aqui no sábado e minha esposa está voltando para casa no domingo. Você não percebe? Eu tenho que tomar uma dose tripla.

O médico finalmente cedeu, dizendo: ‘Tudo bem, eu vou dar para você, mas você tem que voltar segunda-feira de manhã para que eu possa avaliá-lo, para ver se existem quaisquer efeitos secundários.”

Na segunda-feira, o homem entrou no consultório com o braço direito na tipoia.

O médico perguntou: O que aconteceu com você? ”

O homem disse: ‘Ninguém apareceu’

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O passageiro diabético

O passageiro diabético no meio de uma viagem para Nova Iorque, uma linda aeromoça loira pergunta a um passageiro:
 — O senhor aceita uma goiabada?
 — Obrigado, mas goiabada tem açúcar e eu sou diabético…
 — Então o senhor aceita uma torta holandesa?
 — Não, querida! Torta holandesa tem açúcar e eu sou diabético!
 — Anh… O que o senhor quer comer então? — pergunta ela, indecisa. Então ele olha para os peitões da aeromoça, para as pernas bem torneadas, para a bunda arrebitada e diz, cochichando:
 — Eu quero comer o seu rabo!
 A loira fica indignada, dá um sermão no diabético e vai falar com o piloto:
 — Comandante, tem um diabético no avião que disse que quer comer o meu rabo!
 — O quê? — pergunta ele, assustado — o diabético? Esse é um dos nossos melhores clientes! Vai lá e dá o rabo pra ele! A aeromoça obedeceu as ordens de seu superior e foi falar com o passageiro diabético:
 — Ei, Senhor! Vamos lá pro fundo do avião que eu vou te dar o que o você pediu.
 — Ah, agora não quero mais!
 — Não quer? — perguntou ela, surpresa — como assim?
 — Ah, você fez muito cu doce!



Menage a trois

O sujeito tinha uma esposa escultural, eles se amavam muito e viviam em uma harmonia quase perfeita, por causa de um pequeno detalhe: A sua mulher nunca conseguia atingir o orgasmo!
 Um dia ela propôs ao marido:
 — Amor, eu sempre tive uma fantasia sexual de transar com você enquanto um homem bem alto e musculoso, vestido como um escravo árabe, ficasse nos abanando… Que tal se tentássemos só pra ver se funciona?
 — Tudo bem, meu amor — diz o marido, sem opções e preocupado com o problema.
 Então eles ajeitam tudo, chamam um garoto de programa para fazer papel de Eunuco, fazem uma decoração árabe, e começam a transar no tapete, enquanto o garotão sarado, com sua roupa de eunuco árabe, abanava suavemente…

E vai, e vem, e geme e… Nada! A mulher não chegava lá.
 E o rapaz, assistindo tudo, foi ficando excitado, ao passo que a mulher, vendo o estado do moço, choramingou ao marido:
 — Amor, troca de lugar com o escravo só um pouquinho!
 O marido, sem outra alternativa, acabou concordando. Mandou o garotão deitar-se com sua mulher e, desesperado com a situação, começou a abaná-los freneticamente, histericamente, com toda sua força, até que finalmente o orgasmo veio…
 O marido então, jogou o abanador em cima do moço, e disse, todo arrogante:
 — Está vendo, sua besta? Vê se aprende como é que se abana!