terça-feira, 2 de julho de 2013

Simplificando

Uma mulher entra no escritório da Assistente Social da Prefeitura de Aquiraz, no Ceará, juntamente com 15 crianças.

 – “UAU!”, exclama a assistente social. “São todos seus?”

 – “É, eles é tudo filho meu”. Na sala estavam na maior algazarra, quando a mãe diz:

 – “JURACI! os ceis senta e fica tudo quieto!”

 Todas a crianças se sentam e ficam quietinhas.

 – “Bem’, diz a assistente social, então você deve estar aqui para se inscrever no Bolsa Família, Bolsa Escola, Bolsa Gás, Bolsa Leite, etc…Vou precisar do nome de todas as crianças”.

 ” Bão, prá dexá as coisas mais fácir, eu registrei tudo os minino como Juraci, e as minina tumém, tudo Juraci”.

 Descrente a assistente social diz:

 – “É SÉRIO? Eles são todos chamados de Juraci? ”

 A mãe responde:

 – “Craro, sô! Isso é mais fácir. Quando é hora de tirá eles da cama, eu grito, JURACI uma veiz só!
 – Quando é hora di comê, eu só grito uma veizinha:” JURACI!, i tudo eles vêm correndo.
 E si eu precisá pará o muleque que tá correndo prá rua, eu grito: ‘Juraci’ i tudo eles pára onde tão.

 Foi a mió idéia que eu já tive, chamando tudo eles de Juraci”.

 A assistente social pensa sobre isso um pouco, franze a testa e pergunta timidamente: —

 -”Mas, e se você quiser chamar apenas um filho , e não o bando inteiro? ‘

 “Aí eu chamo eles pelo sobrenome.”

Nenhum comentário: