terça-feira, 21 de agosto de 2012

Dúvida ...

Já no leito de morte, o homem pergunta à esposa:

- Diz-me uma coisa querida… Mas seja sincera… O nosso filho mais novo… Sabe, ele é tão diferente dos outros… Ele não é meu, não é mesmo? Pode confessar, só quero morrer sabendo…

- É teu, sim, querido!

- Jura por Deus!

- Eu juro!  É seu filho.

- Está falando sério né, não me desaponte neste meu último pedido de sinceridade?!

- Estou, querido! Juro por tudo o que é mais sagrado!

- Ainda bem… Obrigado… Agora já posso morrer em paz…

Mal ele fecha os olhos e pára de respirar, ela olha para o lado e diz:

- Ufa!!! Ainda bem que ele não perguntou dos outros três…

Nenhum comentário: