terça-feira, 4 de outubro de 2011

POOOOFFFF


O filho chega em casa, tarde da noite, e encontra o pai na sala com um robô ao lado.

- O que é isso, pai?

- É um robô. Detetor de mentiras...

E o pai pergunta:

- Onde você estava?

O filho responde:

- Errr.. na Faculdade. Fiquei até tarde fazendo um trabalho...

O robô vai para trás do moleque e POOOFFFF, mete-lhe um tapão na cabeça.

- Que porra é essa, pai? Pô!

- É um robô detector de mentiras. Agora me conte a verdade.

- Ééééé... olha, pai, tive uns problemas com minha namorada, por isso cheguei tarde.

O robô levanta a mão e POOOOFFFF, na cabeça do rapaz.

- Tudo bem, tudo bem, eu estava na casa dela.

- Fazendo o quê?

O moleque meio desconfiado com o robô, responde:

- Ééééé..., bem..., assistindo um filminho!

O robô, novamente: POOOOFFFF na cabeça do moleque.

- Tá bom, tá bom, era um filme pornô e depois disso transamos a noite toda, putz, que saco!

O pai, indignado com o filho, diz:

- Que vergonha, filho! Isso não é a educação que eu te dei! Eu nunca na minha vida menti pro meu pai.

O robô vai para traz do pai e POOOOOOOOFFFFFFFFF na cabeça dele...

A mãe, vendo tudo da cozinha, vai até a sala e grita:

- Tá vendo?!?! SÓ PODIA SER SEU FILHO

E o robô: POOOOOOOOOFFFFFFFFFF na cabeça da mãe..



Nenhum comentário: