segunda-feira, 27 de junho de 2011

A velhinha sabe !

Seguindo a onda de metrossexualismo e preocupado por estar chegando na casa dos 50, o homem se entrega à vaidade e faz uma plástica no rosto.

A cirurgia lhe custou mais de R$ 5 mil, mas ele ficou satisfeitíssimo com o resultado.

Depois de completamente recuperado da cirurgia, ele sai para conferir qual é a reação das pessoas diante do seu novo rosto.

A primeira parada do homem é uma banca de jornais. Ele compra uma revista e, antes de ir embora, pergunta ao jornaleiro:
— Escuta, senhor, quantos anos você acha que eu tenho?

— Hmm, acho que mais ou menos uns 35.

Muito feliz com a resposta, o sujeito agradece:
— Pois saiba que, na realidade, eu tenho 47!

Depois disso, ele vai a uma lanchonete almoçar. Passa meia hora na fila, faz o seu pedido e não consegue evitar a pergunta à balconista:
— Ô, mocinha, que idade você me dá?

Ela olha bem para o cara e responde:
— Ah, você aparenta uns 29 anos no máximo. Está muito bem!

— Obrigado. Para te dizer a verdade, eu tenho 47 anos!

Satisfeito com as respostas coletadas, o homem vai para o ponto pegar o ônibus para ir trabalhar.

Enquanto espera, sozinho, ele vê uma velhinha se aproximar.

Mal a senhora chega ao ponto, ele repete a questão que fez aos outros. Ao que a velhinha responde:
— Ah, meu filho, eu estou muito idosa e minha visão já não é mais a mesma. Não tenho como dizer pela sua aparência.

— Minha senhora, faça um esforço. Talvez você consiga.

— Olha, meu jovem, eu conheço uma maneira infalível de dizer a idade de um homem: eu coloco minha mão dentro de suas calças e brinco com o seu pênis por dez minutos. Então, saberei dizer sua idade exata.

Apesar da idéia não ser das melhores, o cara, muito curioso, deixa a velhinha escorregar sua mão enrugada para dentro de suas calças.

Dez minutos depois a idosa diz:
— Ok… Está feito! Você tem 47 anos.

Espantado o homem disse:
— Brilhante! Como a senhora descobriu?

E a velha senhora respondeu:
— Simples! Eu estava bem atrás de você na fila da lanchonete, seu tolinho…

Nenhum comentário: